Missão Técnica ao Projeto Renova traz boas perspectivas para produtores de cacau

0

A iniciativa CocoaAction Brasil promoveu na última semana uma Missão Técnica para as áreas experimentais do Projeto Renova na região de Ilhéus/BA. O estudo, coordenado pelo Prof. Dario Ahnert e equipe da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), tem parceria do Centro de Inovação do Cacau (CIC) e apoio da Mondelez. O encontro reuniu 35 representantes dos principais elos da cadeia brasileira do cacau e uma agenda técnica-científica para checagem em campo dos resultados obtidos nos experimentos.

O Projeto Renova consiste na renovação de áreas pouco produtivas através das técnicas de renovação total, por enxertia e renovação por baixo contando também com o balizamento das parcelas experimentais e ajustes de densidade de plantas. Os resultados encontrados nos três diferentes ambientes de produção analisados – cabrucas ralas, cabrucas densas e pleno sol – trazem boas expectativas ao demonstrar que a renovação das áreas traz aumento de produtividade, melhoria da renda e das condições de vida dos produtores.

“Ficamos muito animados em organizar a missão quando vimos os resultados dos experimentos, que mostram que é possível renovar as áreas de cabrucas, mesmo aquelas de baixa produtividade, e conseguimos transformá-las em cabrucas produtivas e melhorar muito a renda do produtor” – Pedro Ronca, coordenador do CocoaAction Brasil.

As mudanças de manejo na produção visam melhor aproveitamento e o uso racional de insumos (fertilizantes e agroquímicos), além de áreas com melhor arquitetura de plantas, obtidas através das podas, para otimização da radiação solar e, consequentemente, o aumento de produtividade do cacau.

Dados preliminares apontam que as técnicas utilizadas podem trazer incrementos de produtividade de 5 a 7 vezes acima da média verificada no início do projeto. Produtividades que antes não passavam dos 300 Kg/ha ([email protected]/ha), chegam a patamares de 1.500 a 2.000 Kg/ha (100 a [email protected]/ha). A elevação das produtividades impacta diretamente a renda do produtor, e gera benefícios quanto à melhoria de qualidade de vida, e também pode ser considerada fator impulsionador para o desenvolvimento da cadeia, que recebe mais investimentos, tecnologias e facilidade no acesso a crédito.

“Achamos que a Bahia tem muito potencial para produzir cacau, mas o problema ainda é a tecnologia chegar ao produtor. Então o que nós fizemos foi melhorar o sistema de cultivo para que o agricultor possa produzir mais por hectare” – Dario Ahnert, coordenador do Projeto Renova.

Os resultados testemunhados durante a missão impressionaram os pesquisadores, consultores e demais atores da cadeia presentes. Um estudo reunindo os resultados do projeto, coletados em campo ao longo de 6 anos, será publicado em breve, e está em consonância com diversas atividades previstas pelo CocoaAction Brasil para 2022. O projeto também planeja uma série de ações para disseminação destes resultados, incluindo capacitação de técnicos e produtores, dias de campo e materiais de comunicação, em conjunto com parceiros.

Sobre o CocoaAction Brasil

O CocoaAction Brasil é uma iniciativa da Fundação Mundial do Cacau (WCF), pré-competitiva, público-privada ampla do setor cacau, que visa fomentar a sustentabilidade, com foco no produtor de cacau. Iniciada no Brasil em 2018, é uma iniciativa única no setor, que colabora para o alinhamento e desenvolvimento da cadeia de cacau no país, promovendo intercâmbio de conhecimentos e sinergias com trabalhos já existentes, de modo a melhorar a produtividade e rentabilidade dos produtores, com atenção especial para a sustentabilidade.

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de e-mail

Não enviamos spam! Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.