Uesc e Hospital Materno Infantil Dr Joaquim Sampaio vão distribuir mudas de pau-brasil

Uma parceria entre a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), através da Pró-Reitoria de Extensão (Proex) e o projeto de extensão Horto-Florestal/Uesc com o Hospital Materno Infantil Dr Joaquim Sampaio, em Ilhéus, será efetivada a partir desta segunda-feira, 20 de junho de 2022, para distribuição mudas de árvores nativas da Mata Atlântica para a família de cada criança nascida na Maternidade.

O objetivo da ação é conscientizar as novas gerações sobre a importância da preservação do meio ambiente através do plantio de essências nativas desse bioma. O projeto tem início com a doação de 500 mudas de pau-brasil cultivadas no viveiro de mudas da Uesc.

Pau-brasil

O pau-brasil (Paubrasilia echinata) era conhecido pelos índios brasileiros como ibirapitanga, termo no tupi que significa “árvore vermelha”. Esse nome faz menção a uma das mais importantes características da árvore: sua madeira no tom avermelhado. A madeira do pau-brasil era considerada nobre, e a resina vermelha presente nela era utilizada na elaboração de um corante da mesma cor.
Nativa da Mata Atlântica, a árvore pode atingir de 5 a 20 metros de altura, possui flores amarelas com o centro vermelho com a presença de espinhos nos caules mais jovens. Foi o primeiro produto extraído pelos colonizadores no século 16.

A palavra Brasil significa “vermelho como brasa”, de onde derivou o nome do nosso país. Em 1969 o presidente Jânio Quadros decretou oficialmente o pau-brsil como árvore símbolo do nosso país.

Apesar da sua grande importância, muitos brasileiros nunca viram uma árvore de pau-brasil de perto, portanto, é muito significativo para cada cidadão cuidar e plantar uma muda da planta símbolo do Brasil.

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de e-mail

Não enviamos spam! Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.