back to top
InícioHOSPITAL MATERNO-INFANTIL DR. JOAQUIM SAMPAIOSecretária de Saúde anuncia projeto de ampliação do Hospital Materno-Infantil Dr. Joaquim...
spot_img
spot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_img

Secretária de Saúde anuncia projeto de ampliação do Hospital Materno-Infantil Dr. Joaquim Sampaio em Ilhéus

O Governo do Estado vai investir mais de R$ 4,9 milhões para a ampliação do Centro Cirúrgico e a construção do Centro de Ensino e Pesquisa do Hospital Materno-Infantil Dr. Joaquim Sampaio, em Ilhéus. O anúncio foi feito pela secretária estadual da Saúde, Roberta Santana, durante vistoria feita na unidade.

A titular da saúde estadual também adiantou que, a pedido da direção do HMIJS, a equipe técnica da Sesab já iniciou os estudos para a ampliação dos ambulatórios do HMIJS com a perspectiva de atender um maior número de pessoas das comunidades trans, indígenas e todos os sulbaianos que precisem ter acesso a um Sistema Único de Saúde (SUS) de forma universal.

Na vistoria, a secretária foi acompanhada pela diretora-geral do HMIJS, a enfermeira Domilene Borges; pelos diretores Luís Otávio da Silva Borges (Diretor Adjunto) e Sinthia Carneiro Almeida Pacheco (Gestora do Núcleo Administrativo), da Fundação Estatal Saúde da Família, entidade que administra do hospital; além de funcionários da instituição. Essa foi a primeira ida de Roberta Santana ao HMIJS após o Ministério da Saúde, a partir de um projeto do Governo da Bahia com o apoio da Sesab, habilitar o materno-infantil como a única unidade no estado especializada no atendimento à População Indígena.

A secretária se encontrou com a indígena e professora na Aldeia Itapoan, Laís Eduarda Tupinambá, que veio realizar exames de ultrassonografia. Ela está na sexta semana de gestação. “Ter uma maternidade com esse olhar para o nosso povo é de grande importância”, revelou Laís. “A gente sabe a dificuldade que é chegar até aqui: transporte, distâncias. Então chegar aqui e ter esse atendimento tão afetuoso, especializado, com um olhar diferente, a gente se sente bem acolhido mesmo”, revelou.

Veja Também  Colo-Colo e Grapiúna empatam em clássico eletrizante pela série B do Campeonato Baiano

Domilene Borges lembrou que a atenção permanente da secretária às necessidades de crescimento do hospital precisa ser destacada, considerando, inclusive, o apoio que vem sendo dado pelo governador Jerônimo Rodrigues para que o Materno-Infantil avance na construção de um SUS que propicia agilidade e segurança para gestores, usuários e trabalhadores, sendo um democrático veículo de concretização do direito humano fundamental da saúde.

Em dezembro o HMIJS completará três anos de funcionamento. Mais de 7.500 partos já foram realizados na unidade O hospital tem porta aberta de maternidade, leitos de UTI neonatal e semi-intensivo, leitos de canguru e centro de parto normal. Além disso, a unidade pediátrica consta de 23 leitos e mais 10 leitos de UTI pediátrica, que são 100% regulados. Além da realização de partos e da internação, o hospital oferta atendimento ambulatorial especializado. A unidade funciona também como um polo de desenvolvimento de ensino, reunindo formação acadêmica, pesquisa e produção de conhecimento científico e tecnológico em saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

POST SEMELHANTES

aconteceu

MAIS VISTOS