back to top
InícioHOSPITAL MATERNO-INFANTIL DR. JOAQUIM SAMPAIOVisita guiada é uma iniciativa vitoriosa no projeto de humanização e acolhimento...
spot_img
spot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_img

Visita guiada é uma iniciativa vitoriosa no projeto de humanização e acolhimento do Materno-Infantil de Ilhéus

Que métodos não farmacológicos o Hospital Materno-Infantil Dr. Joaquim Sampaio disponibiliza para as gestantes em trabalho de parto? Qual o momento certo de chegar à unidade? O que levar? Quem pode acompanhar a gestante? Essas são perguntas que sempre são feitas – e respondidas – durante a visita guiada promovida semanalmente pelo Ambulatório do HMIJS. São mulheres e acompanhantes que percorrem todas as dependências do hospital, conhecendo seu funcionamento, espaços físicos e equipes que trabalham na unidade e que, por certo, voltarão a encontrar em um dos momentos mais especiais de suas vidas.

Desde a inauguração do HMIJS, em dezembro de 2021, quase 500 visitantes já percorreram as estruturas do hospital e conheceram todo o seu funcionamento. “A proposta é que a paciente volte na hora do parto conhecendo nossos fluxos, mais ambientada com o local e sabendo o que é e o que não é permitido até a sua alta médica”, explica a enfermeira Patrícia Cafezeiro, coordenadora do Ambulatório.

A visita guiada integra o projeto de humanização e acolhimento do HMIJS. Realizar a visita no Sistema Único de Saúde (SUS) é um direito da gestante e seu acompanhante que fortalece a vinculação – garantida por Lei desde dezembro de 2007. É o momento para conhecer a unidade, discutir sobre boas práticas na atenção ao parto e nascimento. Para garantir esse direito, as gestantes podem fazer o agendamento pelo e-mail ambulatoriohmijs@gmail.com, ou pelo telefone do hospital (73) 3234-3850. Outra opção é solicitar o agendamento na unidade de saúde de onde vem sendo acompanhada.

Veja Também  Prefeitura de Ilhéus prorroga REFIS até 27 de junho

Rafael Mendonça e Jamile Simões esperam o primeiro filho. Jamile trouxe uma lista de perguntas para fazer à equipe. “Quanto mais informação, mais tranquila a gente consegue ficar. Sem saber quais os procedimentos, não é que acabe a ansiedade, mas dá uma diminuída”, revela. Samuel, o primeiro filho do casal Alberto Jr. e Tainá Tavares, nasceu no materno-infantil, há um ano e nove meses. Grávida do segundo filho, ela voltou para, segundo o casal, verificar se houve mudança no protocolo. “Na primeira vez fui muito bem acolhida”, elogia Tainá. “A estrutura do hospital é de excelência, a equipe também, a gente já aprovou isso, já vivenciou isso também”, completou Alberto.

O Hospital Materno Infantil Dr. Joaquim Sampaio é uma obra do Governo do Estado, administrado pela Fundação Estatal Saúde da Família (FESF SUS), e conta com 105 leitos, destinados à obstetrícia, à gestação de alto risco, pediatria clínica, UTI pediátrica, UTI neonatal e centro de parto normal, integrados à Rede Cegonha e atenção às urgências e emergências, com funcionamento 24 horas e acesso por demanda espontânea e referenciada de parte significativa da região sul da Bahia. O investimento do estado foi de aproximadamente 40 milhões de reais, entre obras e equipamentos. O HMIJS já realizou mais de 6.500 partos. É o único da Bahia credenciado pelo Ministério da Saúde para atendimento especializado aos Povos Indígenas do Estado.

Veja Também  Cadeia cacaueira começa a desenhar a implementação do Plano Inova Cacau 2030

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

POST SEMELHANTES

aconteceu

MAIS VISTOS