back to top
InícioEDUCAÇÃOProfessores da UESC reivindicam reposição das perdas salariais e paralisam as atividades
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Professores da UESC reivindicam reposição das perdas salariais e paralisam as atividades

Nesta sexta-feira (24), o Fórum das ADs reúne-se com o Governo da Bahia em uma audiência crucial. Esta reunião discutirá um plano de recomposição para as perdas salariais que os professores das quatro universidades estaduais baianas acumularam nos últimos nove anos.

Na véspera da reunião (23), Associação de Docentes da UESC, a ADUSC realizou uma mobilização na entrada do campus da universidade, com o objetivo de dialogar com a comunidade acadêmica sobre as reivindicações da categoria.

A reunião com representantes do governo marcada para esta sexta-feira, às 14h, tem como pauta discutir a pauta salarial dos/as docentes das UEBA. A expectativa do movimento é que o governo apresente um plano de recomposição salarial.

Em abril, o governo anunciou um reajuste salarial que varia entre 4% e 6,97%, a depender da categoria, dividido em duas parcelas – uma em maio e outra em setembro. A tramitação do PL na Assembleia Legislativa da Bahia, porém, não caminhou, adiando o pagamento da primeira parcela de reajuste prevista para maio, o que trás ainda mais prejuízo para a categoria.

Enquanto os representantes sindicais estarão na reunião com o governo, os docentes das quatro universidades estaduais baianas realizarão uma vigília em frente à Secretaria de Educação.

Veja Também  Jornada de Odontologia da Faculdade de Ilhéus reuniu estudantes e profissionais da área

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

POST SEMELHANTES

aconteceu

MAIS VISTOS