back to top
InícioILHÉUSOAB Ilhéus realiza desagravo público por advogada vítima de racismo religioso
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

OAB Ilhéus realiza desagravo público por advogada vítima de racismo religioso

Em um ato contundente contra a intolerância e o racismo religioso, a OAB Subseção Ilhéus realizou, nesta quarta-feira (29), um desagravo público em favor da advogada Marta de Melo Lisboa. A advogada, que também é vice-presidente da UNEGRO/Ilhéus, teve suas prerrogativas profissionais violadas no final de outubro do ano passado, quando foi impedida de entrar no Fórum Epaminondas Berbert de Castro por causa de sua vestimenta.

O caso, que gerou grande comoção na comunidade jurídica e na sociedade civil, teve como pano de fundo a discriminação religiosa. Adepta do candomblé, Marta foi barrada no fórum enquanto exercia suas funções profissionais.

Diante deste fato, a OAB Ilhéus, junto a líderes e adeptos das religiões de matriz africana, se uniu em um ato de repúdio à intolerância e ao racismo religioso. O ato, realizado em frente ao Fórum, contou com a participação de diversas autoridades, membros da comunidade jurídica e representantes de movimentos sociais. Durante o ato, foram entoados cânticos e palavras de ordem contra a discriminação e em defesa da liberdade religiosa. A OAB – Subseção de Ilhéus também divulgou uma nota de desagravo público, repudiando veementemente a atitude do servidor do fórum que impediu a entrada da advogada.

Veja Também  Cacau NY atinge novo recorde US$ 6343,50 dólares | SACA DE CACAU é negociada a R$ 1740,00 na Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

POST SEMELHANTES

aconteceu

MAIS VISTOS